Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Notícias da Comunidade Firefox Brasil

17 de Julho de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

The Document Foundation anuncia o LibreOffice 3.4.5

17 de Janeiro de 2012, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Internet, 16 de Janeiro de 2011 -- A The Document Foundation (TDF) anuncia o LibreOffice 3.4.5, uma versão melhorada da premiada suíte livre de escritório para Windows, MacOS e Linux, solucionando alguns bugs e melhorando ainda mais a estabilidade do programa.

O LibreOffice 3.4.5 representa a melhor opção para suíte de escritório livre para todos os usuários, incluindo usuários conservadores do meio empresarial, que ainda utilizam o LibreOffice 3.4.4.

http://softwarelivre.org/furusho/broffice/libreoffice.png

 Em 2011, o LibreOffice ganhou o premio InfoWorld's BOSSIE 2011 na categoria Melhor Software de Código Aberto, e o premio de Software Mais Popular do Open World Forum Experiment. Estes prêmios são uma demonstração das melhorias cruciais trazidas no código legado por um pequeno exército de quase 400 desenvolvedores da TDF.

O LibreOffice 3.4.5 já está disponível para baixar no seguinte link:

http://pt-br.libreoffice.org/baixe-ja-o-libreoffice-em-portugues-do-brasil/

Extensões pata o LibreOffice estão disponíveis em: http://extensions.libreoffice.org/extension-center.

As alterações podem ser consultadas em http://download.documentfoundation.org/libreoffice/src/bugfixes-libreoffice-3-4-release-3.4.5.1.log (consertadas no 3.4.5.1) e http://download.documentfoundation.org/libreoffice/src/bugfixes-libreoffice-3-4-5-release-3.4.5.2.log (consertadas no 3.4.5.2).

Blog da The Document Foundation : http://bit.ly/wvyAdX

Blog do LibreOffice no Brasil : http://libreofficebrasil.blogspot.com/

Sobre o LibreOffice

O LibreOffice é a suíte de programas de escritório livre e de código fonte aberto da The Document Foundation, para Windows, Macintosh e GNU/Linux, que oferece seis programas de muitos recursos para uma ampla gama de produção de documentos e necessidades de processamento de dados: Writer, Calc, Impress, Draw, Math e Base. O suporte e a documentação são fornecidos por uma ampla comunidade de empresas, usuários, contribuidores individuais e desenvolvedores. Estimamos em 25 milhões de usuários no mundo, em dados de 30 de setembro de 2011.

Sobre a The Document Foundation (TDF)

A The Document Foundation é uma organização aberta, independente, autogovernada, meritocrática, montada sobre os dez anos de trabalho dedicados para a comunidade OpenOffice.org. A TDF foi criada na crença de que a cultura de uma fundação independente agrega o melhor dos esforços de empresas e de voluntários, produzirá a melhor suíte de escritório. A TDF está de braços abertos a qualquer indivíduo que concorde com seus valores primordiais, que contribua com para suas atividades, e recebe calorosamente a participação de empresas, por exemplo, através de alocação de pessoal que trabalhe de igual para igual com os demais contribuidores da comunidade. Em 30 de setembro de 2011, a TDF tem 136 membros e mais de mil voluntários e contribuidores ao redor do mundo.

Contatos para Mídia

Florian Effenberger - Munique - Alemanha

Fone: +49 8341 99660880 - Celular: +49 151 14424108

E-mail: floeff@documentfoundation.org

Skype: floeff

 

Olivier Hallot - Rio de Janeiro - Brasil

Celular: +55 21 88228812

E-mail: olivier.hallot@documentfoundation.org

 

Charles H. Schulz - Paris - França

Celular: +33 6 98655424

E-mail: charles.schulz@documentfoundation.org

 

Italo Vignoli - Milão - Itália

Fone: +39 02 320621813 - Celular: +39 348 5653829

E-mail: italo.vignoli@documentfoundation.org

Skype: italovignoli

GTalk: italo.vignoli@gmail.com

Tradução: Olivier Hallot


* fonte: Comunidade LibreOffice Brasil



Reempacotando uma extensão do LibreOffice

10 de Janeiro de 2012, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

LibreOffice - Fabrício Matos, responsável pela TI do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais - Campus Montes Claros, entrou em contato comigo no início dessa semana informando que havia finalizado as modificações na extensão Edidoc para que atender às demandas dos usuários do Instituto. 

Depois das mudanças no código, a dúvida do Fabrício passou a ser a distribuição e a instalação da extensão modificada. Como fazer para reempacotar e distribuir os desenvolvimentos feitos no código em uma nova extensão?
Ou seja, o Fabrício quer fazer com que o Edidoc modificado no seu computador possa ser transformado numa nova versão do Edidoc e instalado nos demais computadores do Instituto. 
Abaixo, está um trecho do e-mail de resposta ao Fabrício. Como você poderá ver, é um procedimento simples, que pode ser aplicado a qualquer extensão do LibreOffice.


Faça o procedimento abaixo. 

1) Se você usa Windows, vá em:
     C:/Documents and Settings/SEU_USUÁRIO/Dados de aplicativos/LibreOffice/3/user/uno_packages/cache/uno_packages
  
    Se você usa Linux, vá em:
     /home/SEU_USUÁRIO/.libreoffice/3/user/uno_packages/cache/uno_packages
 
2) Nessa pasta, haverá várias pastas com identificações variadas como lujeqy5.tmp_, lu5bcvl.tmp_., etc...

3) Entre em cada uma delas até encontrar a pasta do Edidoc (deve ser Edidoc_2011-11.04.11.oxt). Depois de localizá-la, entre nela.

4) Selecione todos os arquivos dentro dela e crie um arquivo .zip com todo o conteúdo.

6) Renomeie o arquivo .zip com o nome do seu novo Edidoc (NOVO_Edidoc_2011-11.04.11.oxt, por exemplo).

7) Pegue esse arquivo e instale-o em um outro computador como teste.

Se você tiver alguma dúvida, me contate, ok?

Gustavo Pacheco - @gbpacheco

* fonte: blog Gustavo Pacheco

* site oficial: LibreOffice



Removendo código em desuso no LibreOffice

10 de Janeiro de 2012, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Uma das coisas infelizes que o LibreOffice herdou, após várias décadas valendo uma dívida técnica em aberto, é o código sem uso que ficou largado por ai indefinidamente. Isso realmente não ajuda quando misturada ao peso e profundidade do código válido que temos.

http://softwarelivre.org/furusho/broffice/libreoffice.png

Caolán McNamara da Red Hat escreveu uma bela ferramenta callcatcher que identifica esses métodos sem uso, e recentemente ficamos com um arquivo unusedcode.easy na raiz de nosso código com uma lista de métodos a remover. É muito fácil achar e remover um método ou dois, basta um git grep, e criar um patch para a lista dos desenvolvedores. Para fugir de uma pilha de tarefas administrativas recentes, arranjei um script Perl para mastigar a saída do git numstat para ver como é que ficamos nessa história.

O resultado foi o seguinte gráfico:

Parece que mais da metade de nosso código sem uso já ficou pra trás. Infelizmente, enquanto varremos o lixo pra fora, mais lixo aparece, bem observados nos pinotes pra cima no gráfico, ainda que a tendência é claramente ladeira abaixo. Se você quer se envolver com o desenvolvimento do LibreOffice, não pode ser mais fácil do que isso, faça o checkout do código e mande ver a sua vassoura.

Se não for no LibreOffice, por que você não roda o callcatcher do Caolán no seu projeto para ver as rebarbas e bolas quadradas que sobraram dos requerimentos?

por Michael Meeks
Tradução: Olivier Hallot
* fontes:
* blog The Document Foundation
* blog de Michael Meeks
Site oficial:
LibreOffice



Tags deste artigo: firefox