Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

#DFD no Twitter

410 Gone

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Dia da Liberdade do Documento 2012 - Curitiba

7 de Dezembro de 2009, 0:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Treinamento em LibreOffice - Curitiba

4 de Janeiro de 2014, 2:35, por Marcio Junior Vieira

Treinamento em LibreOfficeNos dias  13 e 14 de Fevereiro de 2014 acontece o Treinamento Migrando usuário MS Office para LibreOffice na Sede da Ambiente Livre Tecnologia em  em Curitiba.

Saiba mais em : http://www.ambientelivre.com.br/treinamento/libreoffice.html



FLISOL 2012 em Curitiba e em mais 253 cidades na América Latina

10 de Abril de 2012, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

http://softwarelivre.org/image_uploads/0006/9335/logo-flisol_big.png?1333840781O FLISOL - Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre é um evento cujo propósito é promover o uso de software livre e a integração de comunidades de usuários de software livre em todos os países da América Latina. O evento acontece desde 2005 e seu e principal objetivo é promover o uso de software livre, apresentando sua filosofia, seu alcance, avanços e desenvolvimento ao público em geral.

http://softwarelivre.org/flisol2012-curitiba/cabecalho.png

Para executá-lo, serão realizados, simultaneamente, eventos em cidades diferentes em que especialistas irão instalar, de maneira gratuita e totalmente legal, software livre nos computadores das pessoas interessadas que comparecerem.

O evento, também conhecido como “Install Fest”, consiste em um grande encontro de pessoas com conhecimento em software livre e outras que querem conhecer mais sobre o assunto. Os visitantes deverão levar seus computadores ou notebooks para que voluntários ajudem a instalar o sistema operacional. Durante o período das instalações, são promovidas palestras de introdução (algumas filosóficas, outras técnicas), palestras sobre softwares específicos, palestras de grupos de usuários existentes, etc.

Dentre os softwares que serão instalados, estão distribuições de GNU/Linux e BSD, assim como softwares livres para outras plataformas, como Microsoft Windows e MacOS.

O site oficial: www.flisol.info

A Coordenação da edição 2012 do Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre (FLISOL) em Curitiba - PR convoca a comunidade para contribuir com sua programação. Estudantes de qualquer escola ou universidade, professores e/ou profissionais podem enviar suas propostas de palestras relacionadas com Software Livre.

Datas importantes:

  • Data limite para submissão: 17 de abril de 2012
  • Data da divulgação das paelstras selecionas: 20 de abril de 2012

Informações:

Após o período de envio de propostas, todas que foram enviadas serão avaliadas por uma comissão e serão classificadas seguindo os critérios padrões do papers. O número de propostas classificadas depende única e exclusivamente da quantidade de espaço disponível durante o evento.

O FLISOL Curitiba é um evento que não conta com recursos financeiros externos. Sendo assim, solicitamos a compreensão para o fato de que a aceitação de propostas de palestras não implica no custeio de viagens.

O tempo disponível para cada palestra será de 50 minutos.

Não há limite para o envio de propostas pelo mesmo autor.

Site Oificial do FLISOL 2012 Curitiba, aqui..

Até hoje, já são 254 cidades na América Latina, que realizarão o FLISOL:



The Document Foundation Libera o LibreOffice 3.5.2

5 de Abril de 2012, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Berlim, 5 de Abril de 2012 - The Document Foundation (TDF) anuncia a terceira versão da família 3.5, alcançando usuários individuais e empresarias. O LibreOffice 3.5.2 conserta um grande número de bugs identificados pelos especialistas em controle de qualidade da TDF e pelos usuários mundo afora.

http://softwarelivre.org/furusho/broffice/libreoffice-initial-artwork-logo-colorlogobasic-2000px.png

O LibreOffice foi selecionado recentemente como organização orientadora para o Google Summer of Code (GSoC). Estudantes do mundo inteiro estão convidados a consultarem as página wiki das ideias em  http://wiki.documentfoundation.org/Development/Gsoc/Ideas para se inspirarem em executar os próximos passos. Em um dos projetos do GSoC de 2011, o filtro de importação do MS Visio foi integrado ao LibreOffice 3.5 (e seu autor, Eilidh McAdam, já foi contratada para desenvolver o LibreOffice pela empresa Lanedo).

“A Document Foundation continua a crescer mês a mês, com um fluxo constante de novos hackers e voluntários, cuidando do desenvolvimento, controle de qualidade e regionalização”, afirmou Florian Effenberger, Presidente do Conselho. “O infográfico atualizado representa alguns números, com crescimento de hackers do código – que hoje chega a 429 (ou 326 se excluirmos os antigos empregados da Sun/Oracle) – que simboliza nosso mais impressionante sucesso.


Faça downloda do LibreOffice 3.5.2 aqui:
http://pt-br.libreoffice.org/baixe-ja-o-libreoffice-em-portugues-do-brasil


Novidades da versão 3.5.2
http://wiki.documentfoundation.org/Releases/3.5.2/RC1
http://wiki.documentfoundation.org/Releases/3.5.2/RC2.


Blog da Document Foundation:
http://blog.documentfoundation.org

Sobre The Document Foundation - TDF

The Document Foundation é uma organização aberta, independente, autogovernada, meritocrática, montada sobre os dez anos de trabalho dedicados para a comunidade OpenOffice.org. A TDF foi criada na crença de que a cultura de uma fundação independente agrega o melhor dos esforços de empresas e de voluntários, produzirá a melhor suíte de escritório. A TDF está de braços abertos a qualquer indivíduo que concorde com seus valores primordiais, que contribua com para suas atividades, e recebe calorosamente a participação de empresas, por exemplo, através de alocação de pessoal que trabalhe de igual para igual com os demais contribuidores da comunidade. Em março de 2012, a TDF tem 140 membros e mais de mil voluntários e contribuidores ao redor do mundo.

Contatos para mídia

  • Florian Effenberger - Munique - Germany
    E-mail: floeff@documentfoundation.org
    Skype: floeff

  • Charles H. Schulz - Paris - France
    E-mail: charles.schulz@documentfoundation.org

  • Eliane Domingos de Sousa - Rio de Janeiro - Brazil
    E-mail: elianedomingos@documentfoundation.org
    Skype: elianedomingos

  • Italo Vignoli- Milão -Itália
    E-mail: italo.vignoli@documentfoundation.org
    Skype: italovignoli
    GTalk: italo.vignoli@gmail.com

Detalhes completos dos contatos: http://www.documentfoundation.org/contact/

Detalhes legais da TDF: http://www.documentfoundation.org/imprint

Tradução: Olivier Hallot - Membro da TDF



LibreOffice chega às nuvens

3 de Abril de 2012, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Inteligência coletiva e trabalho colaborativo colocam o LibreOffice na ponta da tecnologia para aplicativos de escritóri.

Lançada pela The Document Foundation (TDF) em fevereiro, a versão 3.5 do LibreOffice, para Windows, Linux e Mac OS X, traz interessantes novidades aos usuários de editores de texto, planilhas eletrônicas, ferramentas de apresentação e bancos de dados. A principal delas é a possibilidade de execução via web. Ainda que numa fase inicial e exigindo uma série de etapas complexas de compilação, o LibreOffice Online poderá ser utilizado como uma aplicação em nuvem, tal como o Google Docs, mas com a vantagem de ser livre e customizável.

http://softwarelivre.org/articles/0041/8352/LibreOffice_Cloud_Computing.jpg

Quem destaca essa inovação é Gustavo Pacheco, analista de sistemas e membro da The  Document Foundation, a organização internacional que suporta o desenvolvimento do LibreOffice. Ele também pontua outros avanços, como: no editor de textos, a nova exibição de cabeçalhos e rodapés e o contador de palavras flutuante (com atualização em tempo real); no editor de planilhas, a possibilidade de inclusão de 10 mil planilhas em um único arquivo e o número ilimitado de regras de formatação condicional; e, no editor de fórmulas, novos símbolos relativos à teoria dos jogos.

Entre as vantagens que o LibreOffice oferece ao usuário, Pacheco indica um serviço completo de exportação para PDFs, a grande oferta de extensões, além do valor por extenso, dicionário e do corretor ortográfico próprios. "O LibreOffice tem simplesmente o melhor e mais atualizado corretor ortográfico em língua portuguesa, fruto de um trabalho colaborativo e comunitário muito detalhado", indica.

Poder do código aberto e do trabalho cooperado
O LibreOffice só conseguiu chegar ao seu atual nível de desenvolvimento porque está baseado no modelo open source, caracterizado pela publicidade perene do código, pelo trabalho colaborativo de centenas de desenvolvedores espalhados pelo mundo e pela ausência de cobrança de licenças de uso.

"Hoje, o LibreOffice constitui-se como a principal solução de edição de documentos no formato OpenDocument. Não apenas se consideramos o uso tradicional da aplicação, instalada sobre um sistema operacional local, mas, também, se avaliarmos o enorme potencial da API do LibreOffice, que permite adicionar, a qualquer desenvolvimento, o poder das funções das aplicações e a flexibilidade de um padrão aberto de armazenamento de dados", avalia Pacheco.

Liberdade também para ganhar dinheiro
Ainda existe muita incompreensão sobre a dinâmica econômica do software livre, já que seu modelo se caracteriza pela ausência da propriedade intelectual individual. Ganhar dinheiro e fazer negócios com a plataforma aberta é totalmente possível e o LibreOffice é um bom exemplo disso.

Por ser uma ferramenta gratuita e eficaz, sua adoção pode representar alívio financeiro para pequenas empresas e profissionais liberais. Por ser livre e customizável, torna-se opção interessante para governos, empresas e organizações. E, por trás disso, existe toda uma corrente de serviços de desenvolvimento, treinamento e suporte capaz de gerar  renda e emprego.

"É difícil qualificar meu trabalho como remunerado ou voluntário. Eu prefiro trabalhar com o termo 'trabalho colaborativo'. A razão disso é porque a minha atividade no projeto LibreOffice confunde-se um pouco com a minha atividade profissional. Há quase 10 anos trabalho profissionalmente em projetos de migração para pacotes de escritórios livres e sempre tive como meta fazê-los como uma via de duas mãos. Ou seja, ao mesmo tempo em que as organizações que migram são beneficiadas por um software livre, gratuito e de qualidade, também podem contribuir com o projeto através da publicação dos resultados dos seus desenvolvimentos", conta.

De acordo com ele, diversas extensões e documentos que desenvolveu foram financiados por organizações que adotaram o LibreOffice, o que confirma a possibilidade de ser remunerado pelo trabalho com a plataforma aberta. "Por outro lado, também é importante salientar que algumas contribuições são feitas sem remuneração, simplesmente pela satisfação de vencer desafios técnicos e ver que é possível desenvolver algo útil", completa Pacheco, demonstrando que a inteligência e a capacidade humana não precisam estar sempre a serviço do interesse econômico, já que recebem incentivos outros, como o reconhecimento público e o próprio prazer de criar.

Serpro
O uso de aplicativos de escritórios livres no Serpro data de 2003, com o OpenOffice. O LibreOffice foi introduzido na empresa a partir da versão 10.04 do Ubuntu, internalizada no primeiro semestre de 2011.

* fonte: SERPRO