Ir para o conteúdo
 

Blog RSS feed

ou

 Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

1º Fórum Brasil-Amazônia de TIC debateu o Noosfero e o desafio das mídias sociais na internet

11 de Novembro de 2011, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 4112 vezes

A SUCESU (Sociedade dos Usuários de Informática e Telecomunicações) do Pará e a Associação Comercial do Pará, com o apoio e patrocínio de instituições públicas e privadas do Brasil, realizaram nos dias 10 e 11 de novembro o 1° Fórum Brasil-Amazônia de TIC  em Belém.

De acordo com os organizadores, "o evento dá continuidade à missão de suprir de informações atualizadas aos nossos estudantes, professores, técnicos, gestores e profissionais de TIC em geral, objetivando a difusão e a aplicação destes conhecimentos no crescimento e avanço da área de TIC de nossas instituições de ensino, empresas públicas e privadas, para que estas possam oferecer serviços inovadores, alavancar melhores condições de trabalho e de vida e desenvolvimento aos cidadãos de nossa região".

Dentro desse objetivo, a Colivre contribuiu no 02 dia do evento com a palestra sobre "Programe ou seja programado: o dilema das novas mídias sociais na internet”. Segundo Vicente Aguiar, representante da Colivre no evento, "a era das mídias sociais nos cola um grande desafio como sociedade: ou nos tornamos sujeitos da produção e uso de plataformas digitais ligadas as novas mídias ou replicaremos um processo de concentração de riqueza pelas corporações multinacionais da internet. Por conta disso, faz-se necessárias ações e projetos concretos que deem aos internautas a possibilidade de serem não apenas usuários, como também produtores de tecnologia e mídias sociais próprias."

Como exemplo de projetos dessa natureza, Vicente Aguiar apresentou o software livre para redes sociais,  Noosfero, assim como alguns casos de uso como o #Dilmanarede nas eleições 2010 e o Kliceo aqui no Brasil; o Cooperation.net e a comunidade Qualipso na Europa ; e a Rede Social Scratch no Japão.


Tags deste artigo: redes socias noosfero colivre amazônia

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.