Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Só aqui você fala!

http://softwarelivre.org/brejaosense/fotojornalistica/velho-mercado-municipal.jpg

//

 

BREJÃO DA CAATINGA

0 amigos

Nenhum(a)

 Voltar a NA BOCA DO POVO
Tela cheia

Morre o homem mais velho de Brejão da Caatinga

16 de Março de 2011, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1114 vezes
Por: Leandro Daniel

Pedro de Souza Cruz o popular “Catonho”, com seus 108 anos faleceu por volta das 5 horas da manhã desta segunda-feira dia 14 de março, em sua residência no centro de Brejão da Caatinga. De acordo com seu neto Antônio Carlos Sousa Cruz, a pneumonia pode ter sido a causa da morte do homem mais antigo de Brejão, o qual deixou cinco (05) filhos, mais de trinta (30) netos, vários bisnetos e tataranetos.

Nascido em 05 de junho de 1902 em Brejão, filho de Joviniano de Souza Cruz e Maurícia Maria de Jesus, o senhor “Catonho” muito conhecido pela população brejãosense era considerado a pessoa mais velha não apenas deste povoado, mas de todo o interior de Campo Formoso.

 

Segundo Antônio Carlos, (Toinho filho de Deodoro Sousa ou Seu Nenê) os sintomas pneumáticos provavelmente foram os responsáveis pela morte do seu avô que estava internado no hospital São Francisco até sexta-feira passada. “Catonho” parou de respirar ao amanhecer desta segunda-feira, e seu corpo foi sepultado depois das 04 horas da tarde no cemitério local.

 

Ainda de acordo com Antônio Carlos, o senhor Pedro Souza era viúvo (da falecida Maria Raquel) morava com sua filha Luzia Souza Cruz no centro comercial de Brejão, sempre foi seguidor do catolicismo, viu inclusive a passagem de Lampião em solo brejãosense e deixou cinco filhos (sendo quatro mulheres e um homenm), aproximadamente trinta e cinco (35) netos, quase cinquenta (50) bisnetos e mais de quarenta (40) tataranetos.


Fonte: www.brejaosense.br30.com
Foto: Arquivo pessoal dos familiares

Tags deste artigo: catonhoa brejão da caatinga morre mais velho

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.