Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia

Anarquismo

27 de Maio de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 2323 comentários | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 9833 vezes

Anarquia é muito mais do que uma idéia, um estilo de vida; Anarquia é liberdade, no sentido literal da palavra.

 


2323 comentários

Enviar um comentário
  • Hackergotchi rafaelgomes minorGomex
    6 de Junho de 2009, 14:46

    Interessante

    Poucas pessoas sabem REALMENTE o que é o Anarquismo, eu mesmo era uma dessas pessoas, depois de algumas conversas com meu amigo Aurium e de alguns livros lidos logo pude entender que a idéia que a sociedade tem sobre o Anarquismo, assim como VÁRIAS outras coisas em nossa sociedade atual, foi totalmente deturpada.


  • Joenio profile minorJoenio Costa
    7 de Junho de 2009, 0:09

    Anarkia oi oi...


  • Hackergotchi rafaelgomes minorGomex
    7 de Junho de 2009, 23:27

    Posso estar errado, mas...

    Acredito que grupos de pessoas com foram os garotos podres contribuíram e muito para o fortalecimento dessa imagem que a Anarquia é uma bagunça sem escrúpulos. Posso estar errado, mas até então esse é meu pensamento.


  • Relsi.ramone gmail.com 406f5326 minorRelsi
    8 de Junho de 2009, 0:02

    Não creio que...

    o cenário criado pelo "movimento punk" surgido na década de setenta tenha contribuído para essa visão distorcida que a sociedade tem do anarquismo, essa semente foi plantada no seio da sociedade muito antes disso, se voltarmos século e meio atrás quando o movimento anarquista (O Movimento) tentou introduzir suas idéias e práticas na sociedade, ai ele já era visto como o arauto do caos e da desordem, era, e ainda é, inconcebível que o homem pudesse marcar sua existência na terra sem liderar ou ser liderados. Então acho que Garotos Podres, Ramones (Hey! Ho!), Pistols, Replicantes (Hey! Ho!) não contribuiram não para manchar a face do Anarquismo,ela já nasceu manchada por uma sociedade incapaz de seguir seus próprios pensamentos, acorrentadas à idéia de manda quem pode e obedece quem precisa, mas isso não é um problema, nesses anos todos as idéias anarquistas evoluiram de tal forma que estamos vivendo uma revolução silênciosa, perceptível apenas àqueles que intendem o âmago do pensamento anarquista em si. Percebam camaradas, sintam, experimentem, comprovem por si só!

    Muita paz, e valeu por estarem participando ca comuna ai, futuramente vou começar a postar alguns conteúdos de interesse.!


  • Whitmansmall minorTarantula
    10 de Junho de 2009, 12:14

    ...

    Sonho bom esse de todo mundo vivendo em paz sem governo ou Estado, uma pena que na vida real não funciona.


  • Rodrigo south park minorRodrigo Souto
    16 de Junho de 2009, 12:20

    Leve influência

    Na verdade, o movimento anarquista em si, mesmo no seu ápice, sempre foi bastante fragmentado, assim como o socialismo, comunismo, etc. Dentre os fragmentos de todos esses movimentos sempre existiram ramos radicais violentos. Como era conveniente para os governos a destruição desses ideais, nada melhor do que resumi-lo ao seu fragmento mais "comprometedor" e divulgar a nova verdade ao longo das gerações.
    Acredito que o movimento punk em si não carrega a culpa pela imagem que o anarquismo possui hoje, mas dado o contexto no qual ele surgiu, ele serviu como "modelo" que encaixou muito bem dentro da imagem que o governo queria cristalizar.


  • Person minor(usuário removido)
    18 de Junho de 2009, 1:42

    separando

    boa diguliu.
    É importante separar o movimento punk, dos primordios onde usar um "A" na bola era um ato de rebeldia, onde a anarquia era vista apenas como afronta; do movimento anarco-punk, que é mais pautado em estudo, cooperativismo, organização e tudo mais. Se alguém quiser saber mais sobre o anarco-punk eu posso jogar uns links aqui.


  • Eu capibaribe minor[célia]
    25 de Junho de 2009, 0:31

    linques

    yzak, mandaí! ;)


  • Person minor(usuário removido)
    2 de Julho de 2009, 20:23

    linx

    seguem alguns ai: www.​anar​copu​nk.o​rg aqui na wikipedia tem umas coisas bem legais também: pt.w​ikip​edia​.org​/wik​i/An​arco​punk


  • Joenio profile minorJoenio Costa
    10 de Julho de 2009, 15:42

    Não gomex, o Garotos Podres não são bagunceiros...

    Os Garotos Podres nunca incentivaram violência nem nenhuma forma de bagunça até onde sei essa imagem foi associada a eles pois em algum momento na história começaram a chamar a banda da Nazista e isto gerou muitas brigas em seus shows, fazendo com que as pessoas associassem violência à imagem da banda.

    Nesta entrevista a banda responde uma pergunta sobre essas acusações: memo​rias​deum​perd​edor​.blo​gspo​t.co​m/20​08/0​4/en​trev​ista​-gar​otos​-pod​res.​html


  • Eu03 minorChicao
    14 de Julho de 2009, 18:55

    Concordo com o chegado Relsi

    A associação do anarquismo a bagunça e desordem é da época das desavenças entre Marx e Proudhon. Quando este afirmou que a supressão do individual sobre o coletivo, representado pelo estado, daria brechas para o surgimento de uma nova forma de repressão governista, bem representada pelo regime soviético, a própria "comunidade" começou a disseminar visões distorcidas do anarquismo.

    Nunca fui muito atrás dos movimentos anarco-punks, mas o DIY que o punk prega é a forma como o anarquismo se manifesta hoje e é exatamente o que a internet possibilita. Creio que uma forma de mudar a visão degradada ao que o anarquismo é associado é mostrar efetividade nas ações que tomamos como individualidades coletivas, que tem um foco, um ponto a ser atingido. E de fato acontece uma revolução, mas é uma revolução de idéias. Como o chegado Relsi falou, uma revolução silenciosa.


  • Relsi.ramone gmail.com 406f5326 minorRelsi
    14 de Julho de 2009, 19:47

    Os movimentos anarco-punks

    Acredito que sejam frutos de uma visão contemporânea para tentar entender o que realmente estava acontecendo naquela época, porque sinceramente, e é o meu ponto de vista, eu não vejo nenhum tipo de organização centrada em pregar qualquer filosofia, o que existiam eram bandas que tocavam o que queriam tocar e pessoas que se identificavam com essas bandas, com o sentido de liberdade que elas mostravam.

    O próprio movimento DIY sequer era visto como tal, como um movimento, era a coisa da "necessidade é a mãe da invenção", o cara precisava de um amplificador, por exemplo, não tinha condições de comprar na loja mas tinha acesso a peças e a esquemas de como montar um e o montava, era simples, barato e ao alcance do interesse de qualquer um, não foi pensado na época em se criar uma nova tendência, foi uma coisa que foi evoluindo com a coletividade.

    O que ninguém compreende muito bem, e aqui mais uma vez é o meu ponto de vista, é o antagonismo que reside no conflito das idéias, o que todos pregam é que o Anarquismo é uma total ausência de regras, errado e ao mesmo tempo certo, o conceito em si só é difícil de ser digerido, é quase que como o experimento do Gato de Schrödinger, portanto concordo com a idéia do camarada Chicao que expõe que a melhor maneira de contornar isso é apresentando exemplos de práticas Anarquista, visto que os conceitos acabam dando nós na cabeça das pessoas.

    Um exemplo bem bolado e que ninguém percebe é o próprio Capitalismo, o Capitalismo tem seus alicerces no Livre Mercado, e alguém sabe definir o que é o Livre Mercado? Será que dá para fazer uma comparação entre Livre Mercado e o ideal Anarquista de Liberdade individual? São questões que ao meu ver devem ser levantadas e discutidas. Um levantamento das maiores conquistas do homem no campo social também levarão ao cerne das idéias anarquistas.


    • D81fce739161b0bf5aeaef372228911a?only path=false&size=50&d=404João(usuário não autenticado)
      3 de Maio de 2011, 18:09

      Livre mercado

      O livre mercado não é a base do capitalismo, mas sim a base da Anarquia, como Proudhon, os socialista ricardianos e os georgeístas bem observaram.
      Só no livre mercado há liberdade; Nele não há corporações, muito menos parasitas os Estado.
      Saudações libertárias!


Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.