News

Marcado pela resistência, FISL18 reúne mais de 1,5 mil participantes

42686830814 c1f0a411be z
Terminou neste sábado, às 20 horas, o FISL 18 - Fórum Internacional Software Livre -, um dos mais importantes eventos de tecnologias livres da América Latina.

Read more


Segundo dia do Fórum Internacional Software Livre tem mais de 100 atrações

42460484135 fc3e3e51a0 z

O segundo dia do Fórum Internacional Software Livre teve mais de 100 atrações entre palestras, rodas de conversa e exposições. Com um público superior aos 1.300 participantes do primeiro dia, o FISL pautou, nesta quinta-feira, temas como o software livre no setor público, a importância das tecnologias na educação básica, automação de residências, streaming de filmes gratuitos e a participação das mulheres no software livre.

Este último tema foi pautado, no final da manhã, em uma mesa aberta à participação de quem assistia. Claudia Archer, doutora em Políticas Públicas e ativista do software livre, foi a mediadora da conversa que jogou luz sobre a falta de representatividade feminina na área de programação. Dados da Unesco apontam que apenas 17% das vagas de programadores no Brasil são ocupadas por mulheres. "O nosso principal objetivo aqui hoje: incentivar meninas e mulheres a permanecerem na TI", frisou Archer.

Já na parte tarde, uma palestra, seguida de debate, pautou o software livre na educação com foco nas escolas de ensino fundamental e médio. Segundo o professor Nelson Pretto, da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, é possível colocar a tecnologia livre como ponto crucial no processo de educação das crianças e jovens e não apenas o computador e a internet como mecanismos secundários no ensino dos conteúdos básicos. Um dos empecilhos levantados no debate foi a capacidade docente para fazer uso desses softwares.

"Durante muito tempo defendi que primeiro se preparasse os professores e depois se conectasse as escolas. Hoje entendo que temos que fazer as duas coisas juntas porque, neste meio tempo, acabamos não fazendo nem uma coisa, nem outra", defendeu Pretto.

O FISL 18 terá, ainda, cerca de 200 atrações nesta sexta e sábado, entre 8h e 20h. Quem não realizou inscrição antecipadamente pode fazê-la no próprio setor de credenciamento do evento. A programação completa está no site (http://fisl18.softwarelivre.org/).

São oito espaços, entre salas e ambientes no salão principal, com palestras e debates durante todo o dia. Além disso, empresas e organizações comprometidas com as discussões e a difusão das tecnologias livres mantêm seus estandes com diversos workshops, demonstrações com uso de softwares e debates.

Read more


Primeiro dia do FISL18 reúne 1,3 mil pessoas em Porto Alegre

28476530247 27914b2b17 z 1
Cerca de 1,3 mil pessoas participaram do primeiro dia de atividades do Fórum Internacional Software Livre (FISL18), que começou nesta quarta-feira (11), em Porto Alegre. O FISL está na 18ª edição e ocorrerá até o sábado no Centro de Eventos da PUCRS. A abertura oficial ocorreu às 11h, no Espaço Multiuso, com a presença de diversas autoridades locais, nacionais e internacionais na área de tecnologia e do uso dos softwares livres, como o americano Jon Maddog Hall, diretor do Linux Professional Institute.

Paralelo a isso, das 8h às 20h as palestras e debates ocorreram nos oito espaços destinados às trocas de experiências e conhecimentos sobre o uso de tecnologias livres na internet. Temas como o uso de softwares livres no setor público, o cenário atual do acesso e do uso da internet no país, peculiaridades dos cybercrimes no Brasil e BigData foram debatidos neste primeiro dia de FISL 18.

Segundo o coordenador da Associação Software Livre (ASL) e do FISL, Sady Jacques, o evento ocorre neste ano também como uma forma de resistência e de reafirmação da importância dos debates em torno do livre uso de tecnologias para o desenvolvimento.

“São mais de 400 atividades e 47 horas de debates em torno desta temática. O FISL mantém, social e ideologicamente, a base da sua proposta histórica que é socializar o conhecimento. As dificuldades financeiras para a realização do evento não impediram que o grande propósito do fórum se perdesse, ainda que tenhamos, neste ano, um espaço físico menor”, destaca Jacques.

Além dos espaços destinados às apresentações, workshops e debates, várias empresas, entidades e organizações comprometidas com a difusão de ideias inovadoras sobre o uso de tecnologias livres têm seus estandes montados no salão maior do fórum. O FISL terá sequência nesta quinta, sexta e sábado, sempre das 8h às 20h. Ainda serão debatidos na edição deste ano temas como o futuro das criptomoedas, a influência dos algoritmos nos caminhos da democracia, análise de grandes volumes de dados e a participação das mulheres no Software Livre.

Site hackeado

Read more